• Prefeito dá aumento salarial de quase 50% para professores

    Um feito que realmente merece destaque, o prefeito da pequena e pacata cidade de Curionópolis, Wenderson Chamon, anunciou no último final de semana um aumento de 49,9% para os professores da rede municipal de ensino. Em um país que para conseguir um aumento de 6% é preciso recorrer à greve a iniciativa do prefeito “Chamonzinho” tem que ser enaltecida.

    O resultado do investimento aparece nos números do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), nos últimos dois anos a cidade saiu de uma média de 2,0 (abaixo da média nacional) para 4,0. 

    Em Curionópolis os servidores da educação recebem além do 13º salário, o 14º e, neste mês de Dezembro ainda receberão um abono de natal.

    Chamonzinho afirmou que a educação será o principal pilar para o desenvolvimento do município.
    Prefeito, o senhor está no caminho certo.
  • Outras postagens que podem ser do seu interesse

    3 comentários:

    1. Poxa, magno, pensei que era o nosso querido MAURINO. rsrsrsrsrsr
      Assim você mata a gente, pois, estamos contente com os 5%, estamos pensando em devolver para ajudar a prefeitura. rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsr

      ResponderExcluir
    2. Não vá criar raízes nesta Direção, deixe outros provarem como é legal este abacaxi. rsrsrsrsrsrsr
      Isto é se aparecer candidato, pois, me parece que você é candidato único por livre e expontânea pressão. rsrsrsrsrsrsrsrsr
      Ninguém quer este cargo, mesmo que vc queira deixar um dia, acho que não sairá nunca.rsrsrsrsrsrssr
      Cuidado para não enlouquecer, preso nesta escola.

      ResponderExcluir
    3. Você tem razão meu caro Roberto,na escola é bem mais simples cumprir o horário e voltar pra casa sem preocupação, a gratificação de 400 reias não paga a tranquilidade e olha que dos 4 anos em que estou na direção, somente nos últinos 5 meses passei a recebê-la.

      E quanto ao aumento, isso só acontece em prefeituras onde o FUNDEB é administrado por pessoas competentes, sérias e com respeito às leis e ao povo.

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário